10/09/13

REENCONTRO COM ANTÓNIO FRAGOSO - concerto comentado













"António Fragoso tinha a envergadura necessária para se tornar o maior compositor português de todos os tempos. Era um músico  intelectual.  A   sua vincada   personalidade impunha-o tanto à nossa admiração, como o seu génio de compositor... e morrer aos vinte e um anos é quase não ter vivido."
                                     * Maestro Pedro de Freitas Branco


Fruto da terrível gripe pneumónica. António Fragoso morria aos vinte e um anos, tendo, nesse ano de 1918, terminado o seu Curso Superior de Piano, com nota máxima, no Conservatório de Música de Lisboa.  E, depois de umas merecidas férias na sua terra natal, Pocariça, concelho de Cantanhede, iria para Paris continuar os seus estudos sob a direção de Vincent D'Indy, na famosa 'La Scuola Cantorum', para onde partiria oito dias após a sua morte.

E é esta morte que queremos relembrar com um Concerto Comentado por Margarida Prates e a que demos o título de "REENCONTRO COM ANTÓNIO FRAGOSO" onde alguns 'amigos' da Academia Internacional de Música de Coimbra Aquiles Delle Vigne' e outros artistas amigos desta Associação interpretarão algumas das suas composições mais marcantes de piano, canto e música de câmara.  Algumas dessas composições não são tocadas em Coimbra há mais de trinta anos.  Também serão apresentadas algumas das peças inéditas, entretanto descobertas.

O Concerto será no Teatro Académico Gil Vicente, no próximo dia 12 de Outubro, pelas 21,45 h e vai ser recheado de boa música e de muitos amigos de António Fragoso.

Se os comentários serão feitos, como atrás se diz, por Margarida Prates, os intérpretes serão os pianistas Irene de Juan Bernabeu, Magdalena Haubs, Manuel Araújo, Margarida Prates e Pedro Lopes; no violino teremos a peruana Maria Balbi e no violoncelo a francesa Catherine Strincks; no canto a soprano Leonor Barbosa de Melo e....

Se a sua música ao ser interpretada permite uma boa recordação de António Fragoso, no dia 13, recordá-lo-emos e a todos os seus Irmãos e Pais numa missa que será celebrada na Igreja da Pocariça às 10.30 h.
Seguir-se-á uma romagem ao cemitério local, onde será colocada uma coroa de flores junto aos seus restos mortais.

Prestamos assim uma merecida homenagem a quem muito deu (mais do que todos podem imaginar e que a seu tempo virá à luz do dia) à Cultura Portuguesa.

Acompanhem-nos neste "REENCONTRO COM ANTÓNIO FRAGOSO"...