30/11/12

CICLO CLAUDE DEBUSSY: uma singela homenagem ao imortal compositor francês

Trata-se de um acontecimento inédito e único no panorama cultural português: 17 jovens de oito países, mas já consagrados pianistas da Academia Internacional de Música 'Aquiles Delle Vigne',  vão interpretar, nos dias 13, 14 e 15 de Dezembro próximo, a 'quase' Integral da Obra para piano de Claude Debussy, comemorando assim  os 150 anos do seu nascimento.  Estes concertos dar-se-ão simultâneamente no Foyer do Teatro Nacional de São Carlos, em Lisboa, no Teatro Académico Gil Vicente, em Coimbra e no Auditório do Museu Nacional Soares dos Reis, no Porto.
Serão interpretados todos os seus Prelúdes ,
todas as suas Images , os seus Études, as  suas Estampes e ainda as peças Pour le Piano, Petite Suite e L'Isle Joyeuse. 

A Introdução ao 'Ciclo' será feita pela Profª Doutora Barbara Aniello que apresentará um texto intitulado "António Fragoso e Claude Debussy: crónica de um encontro pessoal".  Prestar-se-á também uma pequena homenagem ao Mestre Pintor Josê Cândido, artista plástico melómano que, entre muitos dedicados à música, pintou alguns quadros dedicados a Debussy.
Os bilhetes serão acessíveis e na compra de bilhetes para os dois primeiros concertos oferece-se o do terceiro totalmente gratuito.





21/11/12

AS CONFERÊNCIAS DE BARBARA ANIELLO

A Profª. Doutora BARBARA ANIELLO, italiana, estará em Coimbra, a pedido da Associação António Fragoso, nos próximos dias 11 e 12 de Dezembro para dar duas conferências subordinadas ao tema "DEBUSSY E SKRJABIN: DOIS CASOS SINESTÉTICOS - da Música à Pintura e Retorno". 
Estas conferências, às 16 horas e na Casa das Caldeiras, destinam-se a todos os interessados da Faculdade de Letras, principalmente ao Grupo de Estudos Artísticos e aos da licenciatura em História de Arte, quer sejam docentes ou discentes. A entrada é livre, mesmo para pessoas que não pertençam à Universidade de Coimbra, mas que se interessem pela Música Inter-Artes.

Impressionismo, Simbolismo, Abstracionismo são etiquetas inapropriadas para atingir a dimensão multi-sensorial da música de Debussy e de Skrjabin. Apesar disso, no confronto contínuo entre as suas partituras  e as telas de Monet, Delville, Kandinskij é possível recompor os fragmentos de um diálogo inter-artes que consente interpretações inéditas da música dos grandes mestres.

Acorram à Casa das Caldeiras, dias 11 e 12 de Dezembro, às 16 horas e fiquem a saber como a música está profundamente ligada a outras artes, nomeadamente à pintura.
Barbara Aniello, violoncelista, musicóloga e professora agregada da Universidade Católica de Lisboa. É bolseira da Fundação para a Ciência e Tecnologia. A sua tese de doutoramento é exatamente "A Música Inter-Artes", um tema fascinante a descobrir.
E preparem-se para aderir, nos dias seguintes e sem reticências a um evento único que será o CICLO CLAUDE DEBUSSY: 17 virtuosos da Academia Internacional de Música 'Aquiles Delle Vigne' interpretam a integral de piano desse enorme compositor imortal.