03/01/10

Ana Pereira


A violinista Ana Pereira interpretou, com o pianista Paulo Pacheco, o "Allegro" da sonata inacabada e dois andamentos do Trio Opus 2, de António Fragoso, estes últimos com o violoncelista Marco Pereira, seu irmão.

Ana Pereira nasceu em Lanhelas em 1985. Aos 12 anos ingressa na Escola Profissional de Música de Viana do Castelo na classe de violino do professor José Manuel Fernandéz Rosado, onde terminou o curso básico com a classificação máxima. Frequentou master-classes com prestigiadas figuras da arte violinista como Serguei Arantounian, Anotoli Swarzburg, Evélio Teles, Zófia Kuberska-Wóyciska, Gerardo Ribeiro, Eugene Gratovich, Irina Tseitlin, Igor Oistrach e outras. Entre 2002 e 2007, participou no 1º concurso de violino Tomás Borba e no Prémio Jovens Músicos, tendo obtido vários 1ºs, 2ºs e 3ºs prémios, nas categorias de violino nível médio e nível superior e música de câmara - com o Quarteto Artzen, grupo de que é 1º violino e com o qual faz consecutivamente concertos, bem como com o Moscow Piano Quartet. Actuou como concertino da Orquestra Sinfónica da Escola Profissional de Música de Viana do Castelo, da Orquestra Académica Metropolitana, Orquestra Sinfonieta de Lisboa e Orquestra de Ópera Portuguesa. Foi também eleita como concertino para a Orquestra nacional de jovens APROARTE 2002 e para o II Estágio da Orquestra Sinfónica Académica Metropolitana. Tocou ainda com outras orquestras: Sinfonieta do Porto, Sinfonieta de Lisboa APROARTE, Orquestra Sinfónica da Escola Profissional de Música de Viana do Castelo, FAP (Federação Académica do Porto), Orquestra Metropolitana de Lisboa e Orchestrutópica, sob a batuta de prestigiados maestros como António Soares, Michael Tseitlin, Cristobal Soller, António Saiote, Francisco Perez, Jan Cobert, Paul Wakabayashi, Marc Tardue, Vasco Pearce de Azevedo, Joana Carneiro, Pedro Neves, Cesário Costa, Jean Marc Burfin, Michael Zilm, entre outros. Apresentou-se ainda em palco como solista, com a Orquestra Gulbenkian, Orquestra Académica Metropolitana e Orquestra do Algarve, tendo efectuado concertos em Portugal e no estrangeiro. Licenciou-se na Academia Nacional Superior de Orquestra com o prestigiado professor Aníbal Lima, tendo sido avaliada com a classificação máxima. Actua regularmente como concertino da Orquestra Sinfonieta e da Orquestra de Ópera Portuguesa. Tem agendados inúmeros recitais com o Quarteto Artzen, com o qual já se apresentou por todo país e em festivais no estrangeiro (Bruxelas e Toulouse). Em Janeiro de 2008 venceu o concurso para um lugar de tutti na Orquestra Metropolitana de Lisboa e em Outubro do mesmo ano conquistou o lugar de Concertino assistente na mesma orquestra.

Sem comentários:

Enviar um comentário